Notícias Voltar

Em 20/02/2018, às 07:06h

Câmbio automático ou manual: qual escolher?

Câmbio automático ou manual: qual escolher?

O mercado automobilístico é um setor que vive em constante evolução. A cada ano que passa os carros apresentam novidades tecnológicas que encantam inúmeros motoristas. Motores com turbocompressor, câmbio automático e muitos outros exemplos já começam a figurar com frequência nos carros populares.

Perante a um cenário totalmente renovado, o motorista que está em busca de um carro 0km tem um leque de opções de veículos com atributos acima da média.

E uma grande dúvida que está ficando bastante popular é a escolha do câmbio. Automático ou manual? Qual tem o melhor custo benefício?

O câmbio manual é formado por um sistema de engrenagens que, com uma alavanca, permite que o motorista faça as trocas manualmente. Já no câmbio automático, as trocas de marchas são realizadas pelo sistema de transmissão do carro, que identifica a relação entre velocidade e rotação do motor para fazer a troca das engrenagens.

O câmbio automático sempre esteve ligado a carros de linhas superiores, que tem o preço acima do popular. Mas, com o barateamento dos custos de produção, esse tipo de câmbio começou a atingir veículos populares, virando uma realidade.

Mas, afinal de contas, qual é a melhor opção? Essa é uma pergunta subjetiva, já que devemos levar em conta a preferência do motorista, estilo de pilotagem e frequência de uso do veículo. Então, o objetivo deste post é definir a melhor opção para você, pontuando fatores que você decidirá se está de acordo ou não com a sua realidade.

Controle x Conforto

Quando se fala de controle, o câmbio manual é a escolha certa. Muitos motoristas gostam da sensação de ter o “carro na mão”, realizando o controle em subidas, arrancadas e rendimento de combustível.

O câmbio manual é uma ótima opção para veículos em cidades com terrenos irregulares, morros e etc. Isso permite um controle mais preciso do carro, apesar de proporcionar um maior cansaço ao motorista.

E é justamente no cansaço que o câmbio automático demonstra seus pontos positivos. Com ele, você apenas acelera e freia, evitando desgaste com a embreagem e uma direção que suga mais energia. A desvantagem está no fato de você não ter um controle mais preciso do veículo.

Manutenção

Nesse quesito, o câmbio automático fica em desvantagem. Como a tecnologia é mais aprimorada, os custos vão ser maiores em relação ao câmbio manual. Mas tem um outro lado da balança que equilibra o custo benefício.

O câmbio automático preserva mais o motor, já que as trocas são feitas na hora exata, sem trancos e movimentos bruscos. Já o câmbio manual depende da ação do motorista que, por sua vez, não faz as trocas na hora exata sempre e está suscetível a uma quantidade maior de erros. O uso indevido do câmbio manual pode, inclusive, afetar em outros componentes do carro, como a embreagem.

Consumo

Esse é o fator mais preocupante para os motoristas. Na hora de abastecer, há quem também leve em conta o sistema de funcionamento do câmbio automático ou manual. O automático tem a fama de consumir mais combustível por fazer a troca de marcha em alta rotação, diferente do manual.

Porém, os modelos mais recentes já estão se atentando para este detalhe e cada vez mais trazem tecnologia empregada para manter a rotação quase inalterada durante a troca de marchas, resultando em uma diferença cada vez menos expressiva entre as duas opções.

Vale lembrar novamente: se o câmbio manual não for corretamente utilizado, o consumo de combustível vai ser muito afetado.

Quando o assunto é transmissão, vários fatores podem ser influenciados e podem ser influenciadores. O importante é que agora você já sabe as diferenças, vantagens e desvantagens de ambos os tipos de transmissão.

Gostou do nosso conteúdo? Assine a nossa newsletter e receba muitos outros conteúdos exclusivos, além de ofertas especiais com antecedência.

Comentários